Contacte-nos (+351) 217 828 101EN|PT

Blog YouLead - Inbound Marketing

7 Ações para aumentar a taxa de conversão de leads que pode começar a fazer hoje

23/fev/2017 15:28:43 por Joana Fonseca

 7 Ações para aumentar a taxa de conversão de leads que pode começar a fazer hoje 

Conseguir aumentar o tráfego para um website, seja de forma orgânica ou paga, não significa necessariamente melhores resultados. Para angariar mais leads através do website, é necessário que os visitantes tomem uma ação específica e pretendida.

A taxa de conversão mede exatamente isso. É o rácio entre o total de visitantes para os utilizadores que têm uma ação desejada no website. Uma elevada taxa de conversão significa que estamos a rentabilizar as visitas ao nosso website. Que estamos no caminho certo. Significa mais leads, e consequentemente mais clientes.

Preparámos por isso uma lista de 7 ações que pode implementar desde já, para aumentar a sua geração de leads.

1. Uma boa experiência de utilização

Queremos que a experiência de utilização no nosso website, seja fácil e intuitiva. Sem ruído que disperse a atenção do visitante. Que tenha a quantidade e qualidade de conteúdo certo e objetivo, um design apelativo e convidativo, de fácil perceção, que convide o utilizador ao Call-to-Action, e à conversão.

2. Foco no Call-to-Action  

O Call-to-Action é um botão ou link com um convite à ação, que pode ter como objetivo de conversão “Subscrever a newsletter”, “Adicionar ao carrinho de compras”, “Fazer download do eBook”, ou outra ação. 

Uma boa prática é que seja graficamente destacado, e que tenha um copy apelativo. Ao invés do exemplo dado acima de “Subscrever a newsletter”, substituir antes pelo benefício da subscrição. Ou seja, por exemplo num website de culinária, “Quero aprender novas receitas todas as semanas”.

Faça testes A/B. Experimente e teste diferentes botões e copy, para concluir quais os que resultam melhor. Uma simples alteração de palavras pode aumentar substancialmente a taxa de conversão.

3. Bom copy em anúncios PPC e website

O copy é um elemento decisivo nos anúncios e na conversão. As palavras-chave escolhidas para os anúncios e website devem ser as mesmas e preferencialmente iguais aos termos de pesquisa utilizados pelas suas buyer personas. Opte por palavras-chave long-tail. Palavras-chave muito específicas vão ajudar a aumentar a taxa de conversão, uma vez que filtram e reduzem os resultados de pesquisa, e estão mais adiantadas no ciclo de compra.

Um utilizador já com algum conhecimento, vai especificar o que pretende na pesquisa. Ao invés de pesquisar “Câmara fotográfica”, vai pesquisar “Câmara fotográfica compacta 20MP”.

4. A relevância é chave

Os motores de pesquisa, como o Google, apresentam através do algoritmo os resultados mais relevantes de acordo com o que o utilizador pesquisa. Também para os especialistas em websites de conversão, a relevância é chave. Pelo que a promessa dos anúncios que criamos deve estar sempre em concordância com o conteúdo das landing pages, para que o visitante encontre exatamente o que procura (sem defraudar a expetativa), e torne mais fácil não só o posicionamento no motor de busca, mas também a geração de leads.

5. Conhecer os visitantes

É necessário compreender e interpretar os comportamentos dos diferentes tipos de visitantes. O que resulta para novos visitantes pode não resultar para visitantes que já conhecem o nosso website, e vice-versa. Por exemplo, os visitantes que vêm de pesquisa orgânica, de motores de busca, têm tendência para ver mais páginas e ter taxas de rejeição inferiores a visitantes de campanhas PPC (Pay-per-click).

6. Analisar falhas e definir hipóteses

Se temos uma baixa taxa de conversão é porque ainda não estamos a definir processos e a comunicar da melhor forma. É necessário pesquisar e analisar o processo de conversão, e identificar o que não está a resultar. Análises quantitativas e qualitativas de dados e informação, ajudam-nos a perceber o que os visitantes estão a fazer no website, qual o comportamento online, e o porquê. Testes A/B também podem e devem ser realizados.

Depois, definimos uma hipótese consistente. Uma hipótese é um argumento estruturado, que nos permite otimizar os esforços para encontrarmos o caminho certo. Tem a seguinte estrutura de três partes:

Se [fazer determinada alteração], esperamos que [resultado desejável], devido a [problema a ser resolvido].

exemplo:

Se incluirmos certificados de confiança próximos do carrinho de compras, esperamos que as vendas aumentem 5%, devido à taxa de rejeição de 56% ser provavelmente falta de confiança nas transações / compras online.

7. Testar, Testar, Testar

No que diz respeito à conversão, os testes são palavra de ordem. Só testando é que nos é possível perceber erros e tirar conclusões, para conseguirmos chegar a resultados mais positivos. Quantos mais testes (por exemplo A/B) forem realizados, mais informação e dados é possível obter, para tomar decisões baseadas em factos, e não tanto em intuições.

 

Estas são algumas das ações que poderá começar, ainda hoje, a fazer. Mas se procura mais informação sobre como aumentar a geração de leads do seu negócio através do digital, sugerimos que acompanhe o nosso blog, onde vai ter acesso a dicas, novidades e tendências de marketing digital.

Subscrever-blog-youlead

Tópicos: Dicas práticas

Joana Fonseca

Publicado por: Joana Fonseca

Joana Fonseca é Marketing Manager na YouLead. Considera o marketing a sua paixão porque lhe permite aliar o seu lado criativo ao seu lado analítico. Adora café e não resiste a cheesecake.

Deixe aqui o seu comentário: