Contacte-nos (+351) 217 828 101EN|PT

Blog YouLead - Inbound Marketing

Como escolher as keywords certas para os seus conteúdos - SEO

9/fev/2017 15:00:00 por Gabriela Sabino

Como escolher as keywords certas para os seus conteudos.png

A escolha das palavras-chave (keywords) certas a serem incluídas no nosso conteúdo, podem ditar a diferença entre ser encontrado ou não por possíveis compradores num motor de pesquisa. Pelo que saber como escolher as palavras-chave é um passo essencial na estratégia de SEO (Search Engine Optimization) para conseguir ser encontrado online.

As palavras-chave escolhidas devem ser implementadas no conteúdo que se criar. Devem estar presentes ao longo do conteúdo do website, ao introduzi-las nos títulos, nos textos e noutras áreas de destaque.

No desenvolvimento do website e na inserção de conteúdos, não só os títulos das páginas devem incluir palavras-chave, mas também a meta-descrição, o excerto de texto que é apresentado na pesquisa de resultados do motor de busca, os Alt-Tags das imagens, e todos os conteúdos de marketing, como o blog, artigos, infográficos, vídeos, e outros, devem ter presentes as palavras-chave para que o nosso conteúdo possa ser encontrado.

Brainstorming para criar uma lista de palavras-chave

Para encontrar as palavras-chave certas para o nosso negócio é necessário saber onde e o que pesquisar. Pode à partida parecer um trabalho simples, mas quanto mais eficiente e aprofundada for a pesquisa, mais condições teremos para sermos encontrados e nos destacarmos face à concorrência nos resultados de pesquisa.

Comece por pôr-se no lugar do comprador. Que palavras-chave ele utilizaria para pesquisar o produto ou serviço que vendemos? Apesar dos marketers conhecerem melhor que ninguém o próprio negócio, por vezes esquecem-se de pensar como um possível cliente. Ou seja, falham na estratégia certa para apurar as melhores palavras-chave.

Depois pense não só no que vende e nas palavras mais prováveis de serem pesquisadas, mas também nos tópicos que interessam à audiência e que estão relacionados direta ou indiretamente com o negócio.

Tenha igualmente em conta que as pessoas falam de uma forma mas escrevem de outra, particularmente no que se refere à pesquisa online. E que muitas vezes pesquisam por respostas a questões específicas relativamente a produtos ou serviços, a que o conteúdo que é criado para o negócio, deve dar resposta. Por isso é relevante também que pense na pesquisa como uma questão que deve ser respondida.

O resultado de pesquisas do Google, por exemplo, também ajuda. Se inserir e testar uma palavra-chave, encontra no final da página uma lista de sugestões, de “pesquisas relacionadas com”, que podem ser bastante relevantes para incluir na sua lista de palavras-chave.

 

Observar as redes sociais para ideias de palavras-chave

Saber ouvir. Os nossos clientes e possíveis clientes estão nas redes sociais, e é lá que comentam e procuram respostas a dúvidas. Procurar por tópicos relacionados com a indústria e área de atuação dos nossos produtos ou serviços, vai permitir-nos tomar conhecimento das palavras utilizadas pela nossa audiência. Se prestarmos atenção, e soubermos “ouvir” o que a nossa audiência, temos um feedback valioso para a nossa lista de keywords.

Esta pesquisa pode ser feita por exemplo no Facebook ou no Twitter. Em ambos podemos pesquisar por tópicos ou palavras que nos conduzem ao que as pessoas e a nossa audiência escreve sobre o assunto.

Pode também utilizar websites como Socialmention.com, que procuram vários canais de social media de uma vez só, para fazer a pesquisa.

 

Utilizar as ferramentas certas para pesquisar palavras-chave

Existem ferramentas online gratuitas (e outras pagas) que nos permitem encontrar, relacionar e ter dados estatísticos de palavras-chave que nos ajudam a definir as mais relevantes.

O exemplo mais notório, e talvez mais eficiente, é o Google Keyword Planner, uma ferramenta do Adwords, que nos permite analisar e ter sugestões das palavras-chave mais indicadas para o nosso negócio. O Moz Pro Keyword Explorer é outra ferramenta, e mais recente, que nos permite ter uma ideia precisa da pesquisa orgânica (e não somente paga como é o caso da ferramenta Adwords), e como se posiciona a concorrência nas palavras-chave pesquisadas. O SEMrush é uma outra ferramenta útil que permite analisar o copy de anúncios e palavras-chave da concorrência.

Plataformas de marketing automation como o Hubspot, indicam as “keywords oportunidade”, ou seja, quais as keywords com que deve escrever os próximos conteúdos e que lhe vão permitir com maior facilidade – e de forma orgânica – subir no ranking de pesquisa orgânica. Esta ferramenta considera critérios como a dificuldade e a média de pesquisa, num algoritmo que permite saber em que keywords deve apostar.

 

Definir um sistema de medição da performance das palavras-chave escolhidas

Ter um sistema que nos permita avaliar a eficácia das palavras-chave que escolhemos é fundamental para sabermos se estamos ou não no caminho certo. No entanto, é necessário tempo para pesquisar e avaliar, o que muitas vezes é difícil de conseguir.

Veja e reveja regularmente as keywords estratégicas do seu negócio e qual a tendência das mesmas. Muitas vezes, ao longo do tempo as palavras utilizadas para pesquisar determinados produtos e serviços mudam – por isso muitos especialistas em SEO não vêem apenas o “agora”, mas também as tendências.

Uma boa ferramenta de marketing automation, vai também poder ajudá-lo com esta análise, mantendo acessível informação sobre o desempenho de cada keyword, como se compara com a sua concorrência, e quanto subiu (ou desceu) no ranking.

 

A atenção aos conteúdos e escolha de keywords deve ser tida em conta também quando está a contruir as suas landing pages. Desta forma, será mais fácil potenciais clientes encontrarem as suas landing pages e conteúdos.


Boas-Praticas-na-Contrução-de-landing-pages-youlead

Tópicos: SEO, Dicas práticas

Gabriela Sabino

Publicado por: Gabriela Sabino

A Gabriela é Inbound Marketing Consultant na YouLead. Tenta ser – dia após dia - a melhor versão de si mesma. E nada melhor que o Marketing Digital para a ajudar nesse upgrade.

Deixe aqui o seu comentário: