Contacte-nos (+351) 217 828 101EN|PT

Blog YouLead - Inbound Marketing

Introdução ao On-Page SEO

28/jun/2016 16:30:40 por João Paulo Alexandre

introducao-onpage-seo.jpg

Muitos websites de empresas não estão otimizados como deveriam estar. Otimizar aspetos técnicos duma página é uma das formas mais básicas de SEO.
A primeira coisa a perceber são os factores SEO "on-page", ou seja, os factores na página em si que podem ser melhorados para afetar positivamente a qualidade da página, de forma a poder ter maior probabilidade de visibilidade nos motores de busca.

Os factores "on-page" são:

  • conteúdo da página
  • etiqueta do título
  • URL

O conteúdo

Aquilo que está na página é o que a torna merecedora duma posição num resultado de pesquisa. Isto porque as pessoas precisam de encontrar a resposta às questões delas, e daí ser um fator importante para os motores de busca. 

Para tal, é necessário bom conteúdo.

E o que é bom conteúdo?

Bom conteúdo é um bom artigo (como este, wink, wink), um bom ebook, ou vídeo, etc. 

Bom conteúdo é aquele:

  • preenche uma necessidade
  • é merecedor de ser linkado

Necessidade: se não houver necessidade para o seu conteúdo, então ele não será encontrado nem pesquisado. Mas você está aqui porque tem um público-alvo e algo a comunicar com eles.

Linkável: conteúdo "linkável" é aquele que tem valor, que é interessante para a sua audiência e que ficará melhor posicionado nos motores de busca.

Por isso, o tipo de conteúdo que está por trás duma landing page não terá tanta procura como aquele que é relevante e está aberto a todos os leitores. Daí se levar tráfego para uma landing page via anúncios pagos, enquanto que um bom artigo normalmente pode ser encontrado via motores de busca, orgânicamente. 

Etiqueta do título

As title tags, ou etiquetas de título, são usados nas páginas dos resultados dos motores de busca como pré-visualizações duma determinada página. Por isso, estes títulos são importantes a nível de SEO e para efeitos de partilhas nas redes sociais. 

Uma boa etiqueta de título descreve sucintamente o conteúdo duma página. Podemos comparar isto com o assunto dum email, que é muitas vezes o fator responsável pelo leitor querer ou não abrir um email.

URL

A estrutura e hierarquia dum website deve estar refletida na sua URL, ou seja, no seu endereço.

Este é um bom exemplo duma estrutura de URL:

http://blog.youlead.pt/10-formas-de-melhorar-o-seu-email-marketing

Esta URL mostra qual é o tema da página (neste caso, é um artigo) e o contexto daquilo que trata. Neste exemplo, percebemos que é uma página/artigo sobre email marketing e como podemos melhorar.

Isto é importante para os motores de busca porque estes podem perceber que a página não é sobre "alhos nem cebolas", é sobre email marketing e possivelmente dicas de como melhorar essa estratégia. Isto permite à página estar apta para ficar posicionada e aparecer quando "melhorar email marketing" (ou variações daí) forem pesquisadas.

Por outro lado, este é um mau exemplo duma estrutura de URL:

https://www.radiopopular.pt/catalogo/detalhesproduto.php?idprod=44933

Esta URL não me diz nada. Se não clicar nela, alguma vez iria descobrir que é um link para uma página sobre uma máquina de barbear Phillips?

Os motores de busca podem ver o conteúdo da página, mas vão atribuir pouco valor à URL porque esta não é relevante nem fornece informação necessária ou hierarquia.

Conclusão

Existe muito mais para saber sobre SEO, mas se concentrar-se nestes três aspetos básicos, poderá ir bem longe com o seu website. Use isto como um ponto de partida e peça ajuda a uma agência que possa levar a sua marca para o próximo nível.

Fale Connosco

Tópicos: SEO, Dicas práticas

João Paulo Alexandre

Publicado por: João Paulo Alexandre

O João adora framboesas e criar estratégias de inbound marketing que atraem leads e convertem em clientes.

Deixe aqui o seu comentário: