Contacte-nos (+351) 217 828 101EN|PT

Blog YouLead - Inbound Marketing

Email Marketing: as 10 melhores práticas para criar emails que são lidos e clicados

24/ago/2017 10:09:00 por Catarina Barros

10 melhores praticas para criar emails que sao lidos e clicados.jpeg

Nós marketers, também temos caixas de email, particulares ou profissionais, inundadas com conteúdos que não queremos, nem precisamos de ler. A quantidade de emails e spam que recebemos nas nossas caixas de email impõem-nos critério e escolha nos emails que abrimos.

O mesmo acontece com os utilizadores para quem enviamos os nossos emails, sejam de caráter mais comercial ou relacional, pelo que preparámos 10 das melhores práticas para que possa criar emails que são lidos e clicados.

1. Conheça as buyers personas e crie emails relevantes

Saber como podemos ser úteis e relevantes para os nossos clientes e leads, é crucial para poder criar conteúdos de email que são lidos e clicados. Para isso há que fazer bem o trabalho de casa, que consiste em conhecer bem as buyer personas, o seu perfil, as motivações, os interesses, o que lhes capta a atenção e o que as incentiva a agir.

 

2. Personalize, envie o email em nome de uma pessoa, para uma pessoa

É muito comum vermos emails enviados em nome de uma empresa, mas as pessoas estão mais recetivas a abrir emails enviados em nome de uma pessoa. Testes realizados pela equipa da Hubspot, afirmam isso mesmo.

Ao invés de utilizar:

De: Equipa de Marketing
Email: marketing@youlead.pt

Utilize:

De: Ana Tavares da Youlead 
Email: ana.tavares@youlead.pt

O remetente tem desde logo impacto, bem como o assunto do email. Se possível, direcione desde logo a mensagem para o destinatário, para que seja mais personalizada. A abertura do email pode ser desde logo correspondida com um cumprimento, ao incluir o nome do destinatário (ex. Olá, João).

 

3. Escreva um “Assunto” claro e que incite à abertura do email

Não se esqueça que o seu email está a competir pela atenção do utilizador com tantos outros emails que recebe. Assim, é necessário que o copy do “Assunto” seja claro sobre o conteúdo do email e que incentive ao clique para a leitura do mesmo. Existem alguns pontos importantes que deve ter em atenção:

• Copy claro e preciso;
• Curto (menos de 50 caracteres, tendo em conta a leitura dos emails em dispositivos móveis);
• Utilize linguagem que crie entusiasmo. Seja cativante e informal, tanto quanto possível;
• Crie sentido de urgência e use verbos de ação:
• Evite palavras que acionam a proteção de spam (Ex. Grátis, Oferta, Marketing);

4. Crie conteúdos de email relevantes, certeiros e concisos

O tempo é o bem mais precioso que temos. Uma vez que muitos emails são perda de tempo, há que ser relevante, certeiro e conciso no conteúdo de email, para que o leitor possa perceber desde logo o que tem a ganhar ao ler o email. A relevância dos conteúdos é tudo. Procure ser conciso nos conteúdos, e direcionar o leitor para landing pages, artigos, e outros conteúdos onde pode aprofundar os temas abordados.

5. Próximo passo e Calls-to-action

Ajude os utilizadores a saberem o que têm de fazer a seguir, encaminhando os leitores para o próximo conteúdo ou para o próximo passo. Não os confunda com múltiplos calls-to-action, que apontam em várias direções. Utilize apenas um, para que não deixe dúvidas e seja objetivo quanto à intenção que pretende. 


Os calls-to-action (botões de incentivo à ação) fazem essa ponte e são utilizados para isso mesmo, para incentivarem ao clique e esclarecerem o utilizador que é ali que deve clicar se pretende mais informação. Se as pessoas tiverem interesse no que leram e viram no email, vão clicar para ter acesso a novo conteúdo.

 

6. Tenha muito em conta os utilizadores de dispositivos móveis

Quantos de nós utilizam smartphones para ler os emails? Temos os emails no bolso, literalmente, pelo que os vemos em qualquer lugar e em qualquer altura. E é por isso que os emails têm que poder ser vistos de forma correta em qualquer dispositivo móvel. Utilizar templates de email responsivos é essencial, para que os conteúdos sejam ajustados à dimensão e características de cada dispositivo. Há alguns pontos que pode desde já ter em consideração:


• Reduzir a dimensão das imagens;
• Assegurar que os calls-to-action são maiores que 45-57 pixéis de dimensão, para uma melhor experiência de utilização.
• Ter templates de email responsivos.

7. O timing importa

Nem todos os momentos são bons momentos para enviar um email, mas saber os melhores timings depende de quão bem conhecemos as nossas buyer personas. Decerto que se estivermos a comunicar para um empresário, a segunda-feira de manhã é provavelmente um timing pouco indicado para que consigamos comunicar com sucesso através de email. Há que perceber também por tentativa e erro, quais os melhores dias e momentos do dia para que o nosso email seja lido. Teste e conclua.

8. Crie, de forma contínua, uma boa lista de contactos. Prefira qualidade, a quantidade

A primeira tendência é quantos mais contactos melhor, mas ter uma base de dados imensa, com muitos contactos, sem critérios de seleção, vai ditar, provavelmente, uma muito baixa taxa de abertura de emails e cliques. Porquê? Porque se as pessoas com quem estamos a comunicar não estão minimamente interessadas no que temos a dizer, não vão ler nem clicar nos emails que enviamos. O que pode fazer? Comece por ter subscrições com double opt-in. Onde as pessoas confirmam (vezes dois), que pretendem receber informação e mostram desde logo interesse no que temos para dizer. 

 

9. Crie uma relação com a audiência

Não se constrói da noite para o dia, é necessário tempo. Tem que ser encarada a médio e longo prazo. Uma boa relação só pode ser ganha com valor acrescentado, com assiduidade de comunicação, com relevância, com utilidade, com confiança. Assim, cada um dos conteúdos de email marketing que comunica tem que ser visto como um elemento que ganha ou perde nessa relação. 

 

10. Dê a oportunidade de partilha

Alguns marketers acreditam que a opção de “reencaminhe este email para um amigo” não funciona. Recomendam, no entanto, utilizar as redes sociais para promover o conteúdo. Inclua sempre nos emails que enviar a oportunidade do conteúdo ser partilhado nas redes sociais.

 

Saiba como criar campanhas de email marketing de sucesso nesta gravação do Webinar "Boas Práticas de Email Marketing"

Webinar - video boas praticas de email marketing

Tópicos: email marketing, Dicas práticas

Catarina Barros

Publicado por: Catarina Barros

Deixe aqui o seu comentário: