Contacte-nos (+351) 217 828 101EN|PT

Blog YouLead - Inbound Marketing

As respostas às 15 perguntas sobre SEO que sempre quis saber

1/jun/2017 10:01:00 por Joana Fonseca

Respostas as 15 perguntas de SEO que sempre quis saber.jpgReunimos as 15 perguntas sobre SEO que recebemos mais vezes e, neste artigo, damos resposta às mesmas, para tirar as dúvidas mais recorrentes sobre este tema.

Venha daí!

#1 O que é SEO

SEO significa Search Engine Optimization. É um conjunto de técnicas utilizadas para tornar o nosso website e os nossos conteúdos visíveis nos motores de busca (ou seja, mais perto do topo da primeira página de resultados), para quem pesquisa conteúdo relacionado com a nossa marca, serviço ou produto. Com uma boa estratégia e boas práticas de SEO, somos mais facilmente encontrados na web.

 

#2 Qual é a diferença entre resultados orgânicos vs resultados pagos?

Os resultados orgânicos são gratuitos. O algoritmo utilizado pelos motores de busca apresenta resultados de acordo com os conteúdos que são mais relevantes para as palavras-chave que o utilizador escolheu para fazer a pesquisa.

Por outro lado, os resultados pagos são o resultado de anúncios (ex: Google Adwords). Os anúncios surgem destacados nos resultados de pesquisa.

 

#3 O que são as meta-descrições e será que ainda são relevantes?

As meta-descrições (meta descriptions) são as descrições de resumo da página ou do conteúdo, que se encontram imediatamente abaixo do título e do link que surge nos resultados de pesquisa.

A Google anunciou em 2009 que as meta-descrições não são um fator de ranking do Google.

No entanto, são importantes para esclarecer ao utilizador sobre o que é o conteúdo, para cativar o clique do utilizador.

Apenas os primeiros 160 caracteres das meta-descrições aparecem nos resultados do motor de busca.

 

#4 Deveria mudar o meu domínio para incluir keywords?

Se possível, se existir disponibilidade de domínio para ter uma keyword relevante para o negócio, é desde logo uma vantagem para mais facilmente ser encontrado online. Mas não force o nome do domínio para incluir uma palavra-chave. 

Por exemplo, solucoessoftwaregestaohoteleira.pt, não é a opção mais apelativa de domínio.

 

#5 Como sei se estou a utilizar a quantidade certa de keywords numa página?

A preocupação principal quando cria conteúdo, é pensar no utilizador e em quem lê. Utilizar demasiadas vezes uma keyword, vai tornar o conteúdo forçado, e mais difícil de ler, para além de os próprios motores de busca puderem penalizar a página por utilizar a palavra-chave em excesso.

O melhor conselho é ter bom senso, no número de vezes que utiliza uma palavra-chave, escolher as keywords certas e, acima de tudo, escreva para pessoas, não para máquinas.

 

#6 Qual é a diferença entre links internos e inbound links?

Os links internos são os links que são feitos nas páginas do website, para outras páginas do mesmo website. Por exemplo, ao escrever um artigo de blog, sempre que relevante, inclua links para outros artigos do seu blog sobre o tema das palavras que vai linkar.

Os inbound links, são links feitos noutros websites, para páginas do seu website.

Ambos são válidos e valiosos em SEO.

 

#7 Quantos links internos necessito para cada página de conteúdo?

Tal como acontece com as keywords, demasiados links internos numa página, vão prejudicar a experiência de leitura. Mais uma vez, é necessário bom senso na utilização de links internos. Utilizá-los quando são relevantes e quando acrescentam valor à experiência do utilizador.

 

#8 Preciso de saber código para fazer SEO?

Não. Podem existir técnicas mais avançadas de SEO, em que pode ser útil ter conhecimento de código. Mas há várias dicas que pode seguir para melhorar o ranking nos motores de busca que não envolvem código.

 

#9 O que é o ficheiro sitemap.xml?

É a página onde estão indexadas todas as páginas do website. É uma rápida referência para os motores de busca indexarem conteúdo que pretendemos que seja indexado.

É importante manter esta página atualizada.

 

#10 Qual é a diferença entre crawling e indexing?

Se encontrar estes termos em inglês, pense em rastreamento e indexação. O primeiro diz respeito ao processo dos motores de busca analisarem os conteúdos do seu website. Indexação refere-se ao conteúdo que analisaram e que é indexado para ser apresentado nos resultados de pesquisa.

 

#11 Como consigo ver as páginas que são indexadas?

Fácil. Basta pesquisar da seguinte forma: site:domínio (exemplo site:youlead.pt).

 

#12 Porque preciso de “alt text” nas imagens?

Os motores de pesquisa não conseguem interpretar o que está numa imagem. O “Alt text” é uma descrição da imagem, para que os motores de pesquisa possam indexar de forma relevante o conteúdo. No caso da imagem não ser carregada quando é suposto, o “Alt text” é a descrição que permite descrever e enquadrar a imagem no conteúdo.

 

#13 Quanto tempo leva para conseguir ver os resultados de SEO?

Não existe uma fórmula ou resposta final para a pergunta, porque depende de alguns fatores, como:

  • A quantidade e periodicidade de conteúdo criado
  • A qualidade do conteúdo
  • Se o conteúdo é relevante para a audiência
  • Se é um website pequeno ou grande, com fraca ou forte autoridade de domínio

Um website com mais conteúdos e mais relevância, com mais visualizações de conteúdos, e com forte autoridade, tem resultados mais imediatos. Um website com menos impacto, poderá demorar mais tempo a ver resultados.

A dificuldade das suas keywords também é um fator importante. Se estiver a competir com outros websites com maior autoridade pelas mesmas keywords, vai demorar mais tempo a conseguir ver resultados orgânicos.

 

#14 Devo contratar alguém para fazer SEO?

Depende dos objetivos, do volume de trabalho e de ter ou não internamente os conhecimentos técnicos necessários.

Contratar uma agência tem vantagens pois ficará com uma equipa de especialistas em SEO e não só a trabalhar consigo. Idealmente o trabalho de SEO deve ser incluído numa estratégia mais global. Fale connosco para saber como podemos ajudar.

 

#15 Que objetivos devo definir para SEO?

Quando definir objetivos, não pense só em número de visitas ao website, por exemplo. Considere todo o funil de marketing. Isto para ter em conta não só a quantidade, mas a qualidade das visitas ao website. É o nosso público-alvo que está a gerar tráfego ao website, ou são visitas sem consequência, sem conversões? Enquadre o SEO numa estratégia integrada, para obter bons resultados.

 

Trabalhar o SEO é uma parte muito importante de ser encontrado (facilmente) online. Mas o passo seguinte a ser encontrado é conseguir gerar leads (de qualidade) para o seu negócio. 

Neste vídeo (gravação do webinar), veja dicas sobre como transformar o seu website numa máquina de gerar leads:

Como transformar o seu website numa máquina de gerar leads

Tópicos: SEO, Dicas práticas

Joana Fonseca

Publicado por: Joana Fonseca

Joana Fonseca é Marketing Manager na YouLead. Considera o marketing a sua paixão porque lhe permite aliar o seu lado criativo ao seu lado analítico. Adora café e não resiste a cheesecake.

Deixe aqui o seu comentário: