Ainda tem algumas dúvidas? Consulte as nossas FAQ's!

Uma lead é alguém que demonstra interesse nos seus produtos ou serviços. Um estranho que se torna num potencial cliente da sua empresa. No mundo digital, uma lead pode ser um visitante ao seu website e que adquiriu algo gratuito, como um eBook ou um Whitepaper, por troca dos seus dados, como por exemplo, o email.

A definição do que é uma lead deve ser acordada entre as equipas de marketing e vendas, podendo ter vários níveis de envolvimento com a sua empresa. Uma lead pode ser alguém que apenas clicou numa campanha ou alguém que está mais avançado no ciclo de compra e que tenha um perfil adequado para adquirir a sua oferta (lead qualificada).

Não. Não acreditamos na eficácia de se relacionar e desenvolver o seu negócio com pessoas provenientes de bases de dados compradas. A estratégia da YouLead passa por angariar as suas leads através do Inbound Marketing.

Todo o trabalho que desenvolvemos assenta no direito à confidencialidade e privacidade dos nossos clientes e, por isso, não divulgamos nem vendemos os dados de nenhum contacto que esteja registado na nossa base de dados.

O Inbound Marketing é um novo método baseado na criação de conteúdos de qualidade para atrair visitantes interessados nos seus produtos ou serviços, para os websites e depois convertê-los em leads, através de técnicas de marketing digital.

Baseia-se em ganhar o interesse de potenciais clientes, ao contrário do velho marketing ou Outbound Marketing que se baseia em “empurrar” as mensagens de marketing para potenciais clientes, de um modo intrusivo, sem que estes tenham demonstrado interesse em receber essas mensagens.

O Inbound Marketing permite manter as suas leads interessadas com conteúdo personalizado e fazer a sua conversão em clientes e promotores das empresas.

O modelo "pay per lead”, onde o cliente paga por lead, é um modelo muito praticado por várias agencias de marketing. Aparentemente parece ser interessante porque o cliente apenas paga por leads angariadas.

Contudo achamos que este modelo não é eficaz a longo prazo pois baseia-se em “empurrar” uma mensagem comercial para tentar obter o máximo de leads. O fornecedor, para conseguir obter o máximo de leads possíveis, vai “atirar” para todo o lado. Para alem de desgastar a imagem (brand) da sua organização, apenas consegue obter interessados (muitas vezes com fraca taxa de conversão em cliente) de curto prazo.

Este modelo não cria uma relação com a lead. Não namora a lead. Claramente não é eficiente para a venda de um produto ou serviço que tenha um ciclo de compra mais demorado.

É uma tática de Outbound, quando a YouLead defende a metodologia Inbound.

Por isso apenas fazemos este tipo de ações quando existem circunstancias muito especificas que determinam a validade do PPL e sempre alinhadas com uma estratégia mais global de Inbound Marketing.

Pode ler o artigo sobre a comparação entre Inbound Marketing e “Pay-per-Lead”.

Depois de ter gasto dinheiro e recursos para atrair contactos ao seu website é importante convertê-los, isto é, incentivá-los a que deixem o seu contacto.

Para captar os dados desses visitantes, deve disponibilizar em troca conteúdos que estes considerem de valor, como vouchers de desconto, eBooks, estudos, casos de sucesso, vídeos educacionais, etc. A página web onde vai receber esses visitantes e promover a sua conversão (receber os seus dados por troca de um conteúdo) chama-se Landing Page e tem que ser construída de uma forma especial.

Uma Landing Page de conversão, ou página de destino, é uma página web para a qual o utilizador é direcionado, proveniente de um email, artigo de blogue, anúncio online, ou outra fonte.

Estas páginas dão seguimento a um primeiro contacto e têm como objetivo incentivar o utilizador a realizar uma ação específica para se obter determinado resultado, como, por exemplo, preencher um formulário para fazer o download de um eBook: o utilizador visita a página, interessa-se pelo tema do eBook, fornece os dados requisitados e faz o download. Faz-se assim a conversão de um visitante num potencial cliente (lead) interessado nos produtos ou serviços da sua empresa.

Lead Nurturing é, como o nome indica, o acto de nutrir a confiança de potenciais clientes (leads).

Uma estratégia de Lead Nurturing foca-se em educar e convencer possíveis clientes para comprarem um produto ou serviço através de conteúdo útil e relevante, comunicado no momento adequado à fase de compra em que estes se encontram (início, meio ou fim).

A produção de campanhas de email específicas para Lead Nurturing torna possível criar envolvimento (engagement) com as suas leads ao longo do ciclo de compra (buyer’s journey) e identificar o momento certo para fechar negócios, ou seja, aquele em que as leads já confiam na sua marca e estão preparadas para tomar uma decisão de compra.

Lead Scoring é um modelo partilhado pela equipa de marketing e de vendas para classificar potenciais clientes (leads).

Esta classificação é feita através de critérios pré-definidos de forma a determinar aqueles que estão mais qualificados para comprar e aqueles que ainda requerem acompanhamento (lead nurturing) através do envio de conteúdo relevante que aumente a confiança na sua empresa ou organização.

Porque deve classificar os seus potenciais clientes? Para a sua equipa de marketing conseguir avaliar o interesse dos mesmos nos seus produtos ou serviços, pontuá-los de acordo com o nível de interesse, identificar o ciclo de compra em que estes se encontram e determinar os que estão prontos para serem passados à equipa de vendas, para concretizarem a compra.

Os modelos de classificação de leads (Lead Scoring) são customizados com base no perfil demográfico e comportamental das leads e de acordo com os critérios definidos pelas equipas de marketing e vendas. Estas devem estar perfeitamente alinhadas sobre a definição do que é considerado um potencial cliente (lead) e da pontuação que indica que este está pronto para comprar.

Marketing Automation, ou Automatização de Marketing, é o processo que diz respeito à gestão global e automática de atividades de marketing, como o envio de campanhas de email personalizadas, a monitorização das atividades da equipa de marketing e a medição dos resultados e do impacto dessas ações nas receitas das empresas.

O Marketing Automation permite ainda às empresas registar o comportamento digital de potenciais clientes para produzir campanhas personalizadas que são despoletadas automaticamente com base nesse comportamento.

Este processo é cada vez mais necessário para ajudar as empresas e organizações a fazer a gestão das suas oportunidades de negócio (leads) e a nutrição (lead nurturing) dessas leads através do ciclo de venda (Buyer’s Journey), até que estas estejam prontas para comprar e para serem entregues à equipa de vendas.

A implementação de um processo de Marketing Automation permite às empresas alinhar a sua equipa de vendas e marketing pois este facilita a comunicação e o fluxo de trabalho entre os dois departamentos.

Subscreva o nosso Blog!

Tendências de Marketing para 2017

Somos uma equipa de especialistas em Inbound

youlead-team.jpg

A equipa da YouLead é constituída por Marketers, Designers, Copywriters e engenheiros de Software. Esta equipa multidisciplinar é especialista em Inbound e representa uma oferta completa e valiosa, distinta de outras empresas do setor.

 

Vamos falar?